11 de fevereiro de 2017

Humanização Parapsíquica na UTI – Assistência Integral ao Paciente Crítico

Livro de Cesar Machado e Stéfani Sbatezki


Editor: Vanessa Mancino

A história nos mostra a imensa habilidade para se reinventar que o homem apresenta. Fato este vivenciado todos os dias nos hospitais e nas UTIs, quando observamos o avanço que a Medicina apresentou ao longo dos séculos.

Hoje, temos a possibilidade de que o nosso sangue seja filtrado por máquinas quando os rins falham e, até mesmo, de que os órgãos sejam transplantados quando necessário proporcionando qualidade de vida e, muitas vezes, uma segunda chance. Todos estes são recursos possíveis devido à brilhante capacidade racional que o homem apresenta, proporcionando-nos através da ciência tamanhas conquistas.

Por outro lado, o homem vem se distanciando da verdadeira essência de ser humano, deixando de lado a mais sublime capacidade que pode se manifestar nas interações interpessoais: a empatia.

A empatia, que move a humanização. Atualmente, muito se vem debatendo sobre a importância do resgate do cuidado humanizado nos hospitais. Afinal, a tecnologia trouxe consigo uma certa robotização e frieza nas manifestações dos profissionais da saúde e, até mesmo, para a sociedade como um todo.

A humanização ou o cuidado humanizado é um conceito complexo e polissêmico e vem sendo mais debatido nas últimas décadas. Pesquisas vem sendo realizadas no Brasil e no exterior, com o objetivo de trazer para o setor da saúde um olhar mais fraterno e sensibilizado quanto às necessidades das pessoas doentes.

Podemos sintetizar seu significado, entretanto, definindo a humanização como a condição da manifestação assistencial empática, acolhedora e sensibilizada à singularidade de cada paciente visando o respeito e a dignidade do indivíduo, priorizando todos os meios éticos necessários para se atingir seu conforto físico, psíquico, social e espiritual (consciencial) de maneira integral.

O livro Humanização Parapsíquica na UTI, de autoria do casal de escritores e companheiros de dupla evolutiva Cesar Machado e Stéfani Sabetzki, aborda o tema sobre a ótica da Conscienciologia, aprofundando conceitos além das questões convencionais. Traz, em parceria com o cuidado humanizado, uma das ferramentas mais antigas utilizadas pelo homem: o parapsiquismo.

Conhecido também como percepção extrassensorial, em que a valorização das interações se faz presente de maneira mais ampla e integral, o parapsiquismo leva em consideração questões como: interações energéticas e como utilizá-las; a presença de seres não físicos nos ambientes e a multidimensionalidade; os fatos ocorridos nas dimensões extrafísicas; a realidade das múltiplas vidas humanas, e o quanto somos influenciados por estes aspectos em nossas rotinas de trabalho.

A partir disso, chega-se ao conceito de humanização parapsíquica, definida como a ação do indivíduo, atuante na área de saúde, associar o cuidado humanizado e o parapsiquismo em suas condutas assistenciais profissionais, elevando o processo de valorização e dignidade do ser humano para além da dimensão física, mediante abordagem integral, considerando o paciente na condição de ser multidimensional, multiexistencial e portador de múltiplos veículos de manifestação (físico, energético, emocional e mental).

A obra apresenta uma visão sobre o ponto de vista de todos os envolvidos neste ambiente, mostrando que pacientes, familiares e profissionais estão interligados. Evidencia, também, que o processo de interassistência torna-se cada vez mais qualificado e produtivo quando nos disponibilizamos de maneira sincera e ética a ajudar quem, pela lei de ação e reação, cruzou o nosso caminho.

Tais exposições feitas no livro foram vivenciadas no ambiente de Terapia Intensiva, porém, podem ser transferidas e experimentadas em nosso dia a dia, com familiares, amigos e colegas de profissão. Afinal, o ser humano, em todos os lugares, almeja sempre os mesmos propósitos: a compreensão e o acolhimento em suas inter-relações.

Banner HumanizaAAo_UTI_80x120

* Por Cesar Machado.

Confira mais notícias

Parapsiquismo na Infância em Goiânia

Curso em 09 de setembro de 2017

Semana da Consciencioterapia

De 01 a 10 de setembro de 2017 com atividades gratuitas!

A semana da Comunicologia começou com o Curso Comunicação Evolutiva

Conta ainda com Oficinas e com o curso Reciclagem das Posturas Artísticas

Curso Comunicação Evolutiva com Ana Seno

Saiba como aplicar os 6 saberes comunicativos

Atendimentos Consciencioterápicos

As sessões individuais são as mais procuradas pelos interessados.